França aumenta as restrições ao investimento estrangeiro em sectores estratégicos

França aumenta as restrições ao investimento estrangeiro em sectores estratégicos

Fonte: Expansión
08/01/2019

França ampliou o número de sectores que requerem uma autorização prévia para os investimentos estrangeiros, num decreto que entrou em vigor no passado dia 1 de Janeiro. Num comunicado, o Ministério da Economia e Finanças assegurou que o “reforço da lista” tem como fim “adaptar o dispositivo francês aos desafios contemporâneos que representam alguns investimentos estrangeiras”.

Aos sectores que eram considerados estratégicos em questões de “ordem e segurança públicos ou de defesa nacional” somam-se agora outros vinculados à investigação e ao desenvolvimento das novas tecnologias. Assim, na nova lista figuram o sector aeroespacial e da protecção civil, a Investigação e Desenvolvimento em matéria de ciber-segurança, inteligência artificial, robótica, semi-condutores ou servidores de dados sensíveis.

O ministério tutelado por Bruno Le Maire recorda que as disposições “são conformes com as orientações” da União Europeia, que estão perto de ser adoptadas e que França tem defendido com veemência no Conselho Europeu. De acordo com o ministro, a ampliação da lista “protege melhor das aquisições hostis” as empresas francesas dedicadas ao I+D nos sectores da tecnologia mais de ponta.

“Queremos por em marcha medidas fortes quando as nossas regras não sejam respeitadas pelos investidores”, ressaltou o ministro.