Espanha aspira a receber investimentos chineses de cerca de 4.500 milhões de Euros

Espanha aspira a receber investimentos chineses de cerca de 4.500 milhões de Euros

Fonte: Economista
27/11/2018

A visita do presidente da República Popular da China Xi Jinping a Espanha, que tem inicio esta terça-feira, tem um significativo interesse económico e geopolítico. Se, por um lado, as autoridades espanholas confiam em triplicar os actuais investimentos do gigante asiático em Espanha, por outro, a China tem numerosos interesses em África e na América Latina, onde Espanha tem um papel geopolítico e económico relevante.

No primeiro semestre deste ano o investimento chinês em Espanha alcançou os 1.032 milhões de Euros, de acordo com dados da consultora Baker McKenzie, pelo que poderia calcular-se que esse investimento possa chegar perto dos 1.500-1.800 milhões, antes de terminar o ano. Assim, se se materializam as previsões, o capital chinês destinado à economia espanhola poderia alcançar os 4.500 milhões de Euros a curto ou médio prazo. Muitos dos investimentos cujo destino final foi Espanha entraram por Portugal, pelo que Espanha expecta a que entrem sem intermediários.

Os diversos interesses que a China tem na América Latina fazem com que as empresas espanholas exerçam o seu destacado papel geopolítico e económico e aspirem a partilhar negócios com as empresas chinesas em operações importantes em ambos os continentes.

Numerosos países comunitários já dirigiram as suas expectativas para a China. A Suécia, por exemplo, é o primeiro destino dos investimentos precedentes do país asiático, com mais de 5.000 milhões de Euros ao ano, à frente dos E.U.A.. O Reino Unido é o terceiro destino, seguido da Alemanha, Portugal, França e depois Espanha, que ultrapassa outros países europeus como Itália ou Holanda.